INSEJEC - Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo

Dedicando o Ministério

“Naqueles dias, sendo Moisés já homem, saiu a seus irmãos e viu os seus labores […]

“Naqueles dias, sendo Moisés já homem, saiu a seus irmãos e viu os seus labores penosos; e viu que certo egípcio espancava  um hebreu, um do seu povo.” (Êxodo 2:11) “Disse ainda o Senhor: Certamente, vi a aflição do meu povo, que está no Egito, e ouvi o seu clamor por causa dos seus exatores. Conheço-lhes o sofrimento…” (Êxodo 3:7)

Introdução

Hoje queremos dedicar o nosso ministério ao Senhor. Ministrar é servir. Portanto, o nosso ministério está ligado ao serviço que prestamos a Deus e aos outros em decorrência da nossa vocação. Fomos chamados para servir a Deus. Precisamos desenvolver a consciência de que fomos separados pelo Pai a fim de darmos frutos em Seu Reino. Para isso devemos dedicar o nosso ministério a Ele, confiando que Sua Mão estará conosco para fazer prosperar nossas obras. Tomaremos como exemplo a vida e o ministério de Moisés.

  1. 1.    O que Estamos Vendo?

“…e viu os seus labores penosos…” – (Êxodo 2:11).

Quando Moisés completou 40 anos, sentiu no coração o desejo de sair do palácio para ver como estavam seus irmãos hebreus. O quadro que viu foi bastante cruel: opressão, escravidão, espancamentos, angústia e gemido. Quem o despertou para sair do palácio? Quem o conduziu por aquele cenário de opressão?  Quem estava interessado em que ele conhecesse aquela realidade? Sabemos quem foi – DEUS. A visão de algo que está errado tem o poder de despertar um desejo de mudança. Muitos são os sentimentos dentro dos estágios de transformação: Somos impactados, ficamos indignados e quedamo-nos entristecidos. Alguns, com medo da tristeza, fogem do cenário opressor para não mais sofrerem com o sofrimento alheio. Outros, porém, se levantam das lágrimas, arregaçam as mangas, e partem em busca de solução. É justamente aí que nasce o nosso ministério.

Pergunto: o que você tem visto? O que Deus tem levado você a ver? Qual a sua postura diante de quadros que precisam ser mudados? Você tem se deixado levar pela quietude da tristeza ou pela energia da transformação? Fuga ou comprometimento – qual a sua escolha?

  1. 2.    O que Deus Vê?

“…vi a aflição do meu povo…e ouvi o seu clamor…” – (Êxodo 3:7).

Moisés, depois de fazer a coisa errada matando um egípcio, foge para salvar a sua vida. Quarenta anos depois, porém, Deus lhe vem ao encontro dizendo: “vi a aflição do meu povo”. Parafraseando: “Querido Moisés, sabe a cena que você viu há 40 anos? Pois bem, eu também tenho visto. O sentimento de indignação que você teve é o mesmo que eu tenho durante todos esses anos. Eu queria que você visse para que pudesse sentir o mesmo que eu sinto. Agora você conhece o que está em meu coração, e, por isso, você está pronto para fazer o que precisa ser feito com a mesma paixão e devoção”.

Entendo, então, que o que Deus me leva a ver é porque Ele mesmo viu primeiro. E agora, compartilhando seu coração, faz de mim um canal através do qual Ele mesmo efetuará o que lhe agrada. Seja você um instrumento em Suas mãos!

  1. 3.    O que Vamos Fazer?

“Vem, agora, e eu te enviarei a Faraó…” (Êxodo 3:10)

O ministério não é feito apenas de visão, sentimentos, paixão e lágrimas…é feito de ação. De nada adiantaria a Moisés ver tudo o que viu e sentir tudo o que sentiu, se ele não fosse enviado e não fizesse o que era necessário fazer.

Precisamos falar menos de oração e orar mais. Precisamos chorar menos pelos povos não alcançados e alcançá-los mais. Precisamos conhecer menos de evangelismo e praticar mais a evangelização. Que, dessa forma, o nosso ministério efetivo glorifique ao Pai.

ORAÇÃO DE DEDICAÇÃO

Querido Pai, com devoção, reverência e humildade, dedico o meu ministério a Ti. Desejo de todo o meu coração servir-Te com um espírito puro e bem disposto. É um privilégio e não sacrifício. Eu reconheço que o serviço de Teu Filho Amado, Jesus, morrendo em meu favor naquela cruz de dores, trouxe-me salvação e vida. Portanto, plenamente agradecido, coloco-me inteiramente à Tua disposição. Usa-me para os Teus propósitos. Salva vidas através de mim, e revela-me onde posso ser útil em Teu Reino. Usa as minhas mãos, os meus pés, e tudo o que há em mim para alcançares o que ainda resta alcançar. Que o meu corpo e a minha vida sejam os veículos através dos quais o mundo e a igreja serão tocados com o Teu Amor e com a Tua Palavra. Em nome de Teu Filho Amado, Jesus Cristo, Amém!

+ Artigos