INSEJEC - Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo

Pentecostes

1. INTRODUÇÃO Deus é um Deus de plano e de propósito. Ele está no controle […]

1. INTRODUÇÃO

Deus é um Deus de plano e de propósito. Ele está no controle de todas as coisas.

Deus é um Deus vivo, um Deus que age. Acima de tudo, Ele é um Deus que age para a salvação. A salvação é uma atividade característica de Deus – Multidão no céu diz: Aleluia, a salvação, a glória e o poder pertencem ao nosso Deus!

Ele é um Deus que fala, Ele se revela através da Palavra. Deus vai revelando o Seu plano eterno de salvar o homem.

Deus revelou através de símbolos aquilo que Ele deseja fazer.

Entre a saída do povo do Egito para a terra prometida (terra de delícias) houve um deserto. Neste deserto Deus falou. Deus trouxe orientações para o povo nesta nova fase de sua vida.

Deus ordenou que fossem celebradas algumas festas (Ex 23:14). Essas festas apontam e têm seu cumprimento em Jesus.

A primeira grande festa era a Páscoa e a dos Pães Ázimos, vindo em seguida a de Pentecostes e a terceira a dos Tabernáculos.

2. PENTECOSTES
50 dias após a Páscoa vinha a festa de Pentecostes. Conhecida como Festa da Colheita porque nela as primícias da sega de grãos (trigo) eram oferecidas a Deus.

Cristo, o grão de trigo tinha morrido para pagar a dívida que estava escrita contra nós, mas ressuscitou para agora dar muitos frutos.
Jo 12:24

O dia de Pentecostes simboliza, para a igreja, o início da colheita de almas (fruto do grão de trigo que caiu na terra) para Deus neste mundo.

3. QUAL O PROPÓSITO DO PENTECOSTES?
Lc 24:49 /At 1:8 / At 2:1

Cumprir a missão que receberam de testemunhar no poder do Espírito Santo e realizar as obras de Deus.

Pentecostes fala de:
– Batismo no Espírito Santo
– Colheita de almas
– Trigo, Mosto e Azeite – Avivamento

3.1 BATISMO NO ESPÍRITO SANTO
Mt 3:11
At 1:8
At 2:1

Cumpriu-se a Palavra proferida por Joel 2:28,29, cerca de 800 anos AC. O derramar do Espírito começou no dia de Pentecostes.

3.1.1 O QUE É O BATISMO NO ESPÍRITO SANTO?

É uma experiência na qual toda a personalidade do crente é imersa, cercada, envolvida na presença e poder do Espírito Santo.

Esta experiência tem 02 aspectos:
1. A presença e o poder do Espírito Santo vem de cima sobre o crente e o cerca completamente, envolve, imerge.

2. Interiormente, o crente, recebe a presença e o poder do Espírito Santo dentro de si mesmo, até chegar ao ponto no qual o Espírito Santo, assim recebido, desperta dentro dele e flui como um rio do mais profundo do seu ser.

O batismo no Espírito Santo é uma parte importante da provisão de Deus para o crente.

3.1.2. RESULTADOS DO BATISMO NO ESPÍRITO SANTO NA VIDA DO CRENTE

1. Poder para testemunhar (Lc 24:49 / At 1:8)
Este é o primeiro objetivo.
No batismo no Espírito Santo alcançamos o poder.
Só depois de serem batizados é que suas palavras causaram impacto.
At 8:4-8 / At 13:44

2. Entrada numa vida sobrenatural
É a entrada para um novo tipo de vida, na qual o sobrenatural se torna natural.
At 19;11 – extraordinários “milagres de uma espécie que não ocorre todos os dias”.
Os milagres eram ocorrência diária na Igreja Primitiva.

3. Auxílio sobrenatural na Oração
Rm 8:26,27 /Ef 6:18 / I Ts 5:17

O Espírito Santo revoluciona a vida de oração do crente, guiando-o na intercessão.

4. Orientação diária no Caminho da vontade de Deus Rm 8:14
Uma marca da Igreja primitiva é a orientação direta, contínua e sobrenatural do Espírito Santo em todas as suas atividades (At 16:6-10)

O lugar e o tempo no cumprimento da Grande Comissão é o Espírito quem revela.

5. Manifestações sobrenaturais dos dons do Espírito na Igreja através do instrumento que é o cristão, visando o proveito de todos.

3.1.3 – COMO RECEBER O BATISMO NO ESPÍRITO SANTO
Jo 1:17 – … a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo.”

Tudo, pois, que se recebe de Deus, através de Cristo, é pela graça. E o meio pelo qual se recebe é pela fé.

– Pedir
– Receber

Receba o Dom do Espírito e fale a língua que Ele lhe der.

3.1.4. PARA QUEM É O BATISMO?

Para todos os que nasceram de novo.

3.2 – COLHEITA DE ALMAS

Pentecostes é o início de missões mundiais
At 2:8-11, 37, 41 – 3.000

É o Espírito quem vai:
– Dirigir a Missão – At 13:2,4
– Escolher os obreiros – At 20:28
– Conceder os dons – 1 Co 12:4-11

3.3 – TRIGO, MOSTO, AZEITE – AVIVAMENTO

Trigo – Palavra Revelada (Quando Pedro falou houve o fluir da Palavra viva e revelada que impactou e trouxe convicção de pecados para quase três mil pessoas)

Mosto – alegria, plenitude, o controle do Espírito ( estão cheios de mosto – falavam apenas das grandezas de Deus)

Azeite – unção que foi derramada, quebrou as cadeias, prisões da incredulidade, da cegueira espiritual, trouxe convicção de pecado.

Este é um desafio para nós vivermos diariamente este Pentecostes!

+ Artigos