#100dias – 11 – Rios

Postado por em jan 31, 2014 no 100 dias - Plenitude da Unção, Blog

#100dias – 11 – Rios

#100DiasDeJejumEOração

DIA 11 (31.01) – NOMES E SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTO – PARTE VII

O ESPÍRITO SANTO COMO RIOS

No último dia da Festa dos Tabernáculos, no Templo, em Jerusalém, no momento da cerimônia das águas, Jesus levantou-se e declarou: “Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva” (João 7:38). João acrescenta: “E isto disse Ele do Espírito que haviam de receber os que nele cressem” (João 7:39).

É o próprio Cristo Quem usa os rios como símbolo do Espírito Santo. A primeira menção a rios na Bíblia encontra-se no capítulo dois de Gênesis: “E saía um rio do Éden para regar o jardim e dali se dividia, repartindo-se em quatro braços” (v. 10). O propósito da água do jardim era torná-lo produtivo; suprir água para o homem, para os animais, os peixes, plantas e toda a terra. A vida deveria fluir de Deus, através da sua amável provisão: os rios.

FONTE X RIOS

Analisando as declarações de Jesus em João 4:14 e 7:38, podemos dizer que o Espírito começou como uma fonte de vida, gerando o novo nascimento, mas logo se tornou em rios, saltando para fora, no batismo no Espírito Santo. O propósito de Deus é, primeiro, gerar Sua vida em nós, pela obra do Espírito Santo, criando em nosso ser “uma fonte de água viva, que jorra para a vida eterna.” Todavia Ele quer que a fonte se converta em rios para que haja multiplicação e reprodução. A fonte nos liga a Deus. Os rios nos ligam ao mundo. A fonte nos dessedenta. Os rios levam vida a todos quantos chegarem às suas margens. Somente com os rios de água viva, isto é, o batismo no Espírito Santo, poderemos ser uma bênção na acelerada multiplicação de discípulos nesta colheita do tempo do fim.

O Espírito Santo procederia, como um rio, do Trono de Deus, que viria sobre o Seu Filho Jesus Cristo. A partir de então, a fonte procederia do Filho para todos os filhos por Ele gerados. Na descida do Espírito Santo os rios fluíram do interior dos Seus filhos para fora. Essas águas saciariam a sede de toda a terra, levando a redenção a um mundo árido e sem vida.

APENAS LEITOS ATRAVÉS DOS QUAIS O RIO CORRE

Os rios são os leitos ou dutos que transportam a chuva e a água para onde ela é necessitada e é central à vida, levando seu toque refrescante e vivificador. O Espírito Santo se manifesta em nós para que transportemos Suas bênçãos e a plenitude de Deus para outros. Não apenas recebemos. Ele faz de nós um transbordante afluente da Sua plenitude, vida e amor para nossa geração.
Qualquer coisa que flui para um lugar e ali permanece, se transforma em lago ou poça. Se não houver uma porta de saída, através da qual a água entra e sai, tornar-se-á estagnado. A Bíblia diz que o Espírito é como um rio de água viva. Ele vem e enche-nos, e, em seguida, flui para fora, enquanto partimos para tocar o mundo. Se você permitir que o Espírito Santo trabalhe em seu ser e através de você, nunca ficará em falta. Quando mais derramamos do que recebemos na vida de outros, tanto mais Jesus é derramada em nós pelo Seu Espírito, e nunca haverá falta de suprimento. Essa é uma poderosa verdade sobre o Rio de Deus.

ESCOLHAS

Com os rios, você tem uma escolha: pode lutar contra sua correnteza ou deixar-se levar por ela. Quando se caminha no rio, é mais fácil andar para onde a corrente vai, do que no sentido oposto, lutando contra ela. Paralelamente, é muito mais fácil caminhar com Jesus, deixando o Espírito de Deus trabalhar em nossa vida, indo no Seu fluxo, do que lutar contra o que Ele faz.

Você também tem a possibilidade de escolha quanto ao nível de contato com o rio. Pode apenas ficar andando com a água até os tornozelos, entrar um pouco mais longe, até os joelhos, ou pode atirar-se, sem reservas, na água, molhando-se inteiramente e deixando-se levar pela correnteza.

NÍVEIS DE EXPERIÊNCIA

É como na experiência de Ezequiel 47. O ser angelical conduziu o profeta pelas águas que brotavam de sob a soleira do Templo, em níveis crescentes. Ele testifica:

• “E me fez passar pelas águas que batiam na altura do meu tornozelo” (v.3). Este é o primeiro nível de vida no Espírito, quando começamos a andar com Ele, após o novo nascimento.
• “Fez-me passar pelas águas que me davam pelos joelhos” (v 4a). Aqui é quando a vida no Espírito toca os joelhos da oração e inteira dependência dEle.
• “E me fez passar pelas águas que me davam pelos lombos” (v. 4b). Este é o nível quando o Espírito nos leva à experiência da reprodução. Geramos filhos para Deus.
• “E era um rio, que eu não podia atravessar, porque as águas eram profundas, águas que se deviam passar a nado” (v. 5). Este é o alvo, quando temos que nos entregar ao rio e ir aonde ele nos levar. Cessam os esforços. Não é fácil caminhar na água. À medida que ela vai subindo o esforço para manter-se equilibrado é maior. O convite é para mergulhar, boiar, nadar, deixar-se conduzir pela correnteza. Conheceremos o descanso da plenitude da vida no Espírito!
E a maravilha da experiência com o Rio do Espírito é que nos tornamos os leitos através dos quais Suas águas correm ao seu destino e cumprem sua missão de levar a vida de Deus aos seres humanos. Seremos usados pelo Santo Espírito para:
• Penetrar o deserto e mar morto deste mundo sem Deus, levando cura (v. 8);
• Ser canais de ressurreição e vida. “E será que toda a criatura vivente que passar por onde quer que entrarem estes rios, viverá” (v. 9);
• Ser canais de multiplicação. “Haverá muitíssimo peixe, porque lá chegarão estas águas, e serão saudáveis, e viverá tudo por onde quer que entrar este rio” (v. 9b).

Você pode se ver convertido pelo Espírito Santo no leito humano através do qual Suas águas correm? Ele é o rio, mas você é o leito. Onde quer que estejamos e aonde quer que formos, o propósito do Espírito é que sejamos o reflexo do descrito no versículo 12: “E junto ao rio, à sua margem, de um e de outro lado, nascerá toda a sorte de árvore que dá fruto para se comer; não cairá a sua folha, nem acabará o seu fruto; nos seus meses produzirá novos frutos, porque as suas águas saem do santuário; e o seu fruto servirá de comida e a sua folha de remédio.”

A Bíblia diz que “há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo. Deus está no meio dela; não se abalará. Deus a ajudará, já ao romper da manhã” (Salmo 46:4). Porventura não somos hoje o Seu santuário? Nele está o doce Espírito, o Rio cujas correntes nos trazem gozo, auxílio e garantem que jamais seremos abalados.

PROMESSAS A LEMBRAR

Que rica promessa de Deus ao Seu povo: “Porque derramarei água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus descendentes e brotarão como a erva, como salgueiros junto aos ribeiros das águas” (Isaías 44:3). Esta promessa retrata a obra do Santo Espírito em nosso ser sedento. Não mais sequidão e morte. Os rios do Espírito nos tornam exuberantes, viçosos e frutíferos. Uma bênção em nossa geração.

“Abrirei rios em lugares altos, e fontes no meio dos vales; tornarei o deserto em lagos de águas, e a terra seca em mananciais de água” (Isaías 44:3). Este é o poder da obra transformadora dos rios do Espírito que levaremos ao mundo, como seus canais.

“Eis que faço uma coisa nova, agora sairá à luz; porventura não a percebeis? Eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo. Os animais do campo me honrarão, os chacais, e os avestruzes; porque porei águas no deserto, e rios no ermo, para dar de beber ao meu povo, ao meu eleito” (Isaías 43:19,20). Que todo nosso ser mergulhe, primeiro, nestas águas do Espírito, usufruindo seus efeitos, e logo nos convertamos em seus leitos, pois para isto Ele veio sobre nós e reside em nós.

ORAÇÃO

Pai, que a cada dia fluam as águas vivas do Teu Espírito, do meu interior para outros. Que tudo quando de Ti desce a mim, que não apenas me traga refrigério e purificação, mas de alguma forma, minha vida seja um refrigério para outros. Flui em mim e através de mim. Quero provar os níveis mais elevados dos Teus rios. Atiro-me, com tudo o que sou e vier a ser, e com tudo o que tenho e vier a ter, nos Teus rios. Sem resistência, me deixo conduzir por Teu Espírito. Disponível também estou a ser um leito transparente para conduzir Tuas águas ao seu destino. Amém.

Post a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *