#100dias – 63 – Preservando a Paz

#100dias – 63 – Preservando a Paz

Postado por em mar 28, 2014 no 100 dias - Plenitude da Unção, Blog

#100dias – 63 – Preservando a Paz

#100DiasDeJejumEOração

DIA 63 (24.03) – O FRUTO DO ESPÍRITO SANTO NO CRENTE (16)

O FRUTO DO ESPÍRITO É paz (3)

 “Mas o fruto do Espírito é … Paz” (Gálatas 5:22)

Tudo provém de Deus e volta para Ele. Somos o constante objeto do Seu coração de Pai, que nos surpreende, a cada instante, com as incontáveis bênçãos contidas na obra da redenção. À medida que nos aprofundamos no conhecimento da Sua Pessoa, revelado em Sua Palavra escrita, ficamos mais absortos e possuídos por intensa gratidão e amor. Tudo que está atrelado ao Fruto do Espírito é parte das Sua dádivas, expressão de amor, misericórdia e graça. Todavia, precisamos atentar para o fato de que não somos meros recipientes passivos. Toda aliança envolve duas parte. Somos seres responsáveis e Deus espera de nós reposta positiva ao que Ele nos concede, em Cristo.

Há algo que podemos e devemos fazer para PRESERVAR A PAZ DE DEUS que temos em Jesus Cristo. Ela é uma dádiva, mas sua conservação e amadurecimento em nós demanda investimento em seu cultivo. Vejamos o que isto requer.

MANTER A PAZ COM DEUS E CONSIGO MESMO REQUER:

  • Conservar nossas mentes fixas em Deus. Tudo é uma questão de foco. O que encher nossa mente, governará nossas emoções: Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em Ti” (Isaías 26:3).
  • Amar a Palavra de Deus e guardar Seus mandamentos: Muita paz têm os que amam a Tua lei, e não há nada que os faça tropeçar” ( Sal 119:165). Ah! se tivesses dado ouvidos aos meus mandamentos! Então seria a tua paz como um rio, e a tua justiça como as ondas do mar” (Isaías 48:18). Disse Jesus: Se alguém me amar, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos a ele, e faremos nele morada” (João 14:23).
  • Ser diligentes na oração: “Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças; e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus” (Filipenses 4:6-7).
  • Encher nossas mentes com pensamentos espirituais: Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso praticai; e o Deus de paz será convosco” (Filipenses 4:8-9) (ver Romanos 8:5-8).

MANTER A PAZ COM OUTROS REQUER

  • Estar primeiro em paz com Deus: Quando os caminhos do homem agradam a Yahweh, faz que até os seus inimigos tenham paz com ele” (Provérbios 16:7). Como podemos ter a paz com outros quando não estamos em paz interiormente?
  • Ter a paz com Deus nos dá a paz interior pela qual estamos em uma melhor posição de estar em paz com outros!
  • Precisamos fazer um esforço concentrado para “seguir” a paz (ver 1 Pedro 3:8-12)
  • A paz deve ser procurada e seguida. Demanda um trabalho consciente e determinado: “Aparte-se do mal, e faça o bem; busque a paz, e siga-a.” (1 Pedro 3:11).
  • Pedro menciona algumas das qualidades necessárias nessa preservação da paz outros (1 Pedro 3:8-9-NVI):

1) Ser de um mesmo pensar: Finalmente, tenham todos de um mesmo modo de pensar.”

2) Ter compaixão uns dos outros: “Sejamcompassivos”

3) Amar-nos como irmãos: “Amem-se fraternalmente”

4) Ser misericordioso com os outros e humilde: “Sejam… misericordiosos, humildes”

4) Não devolver mal por mal, mas responder com uma bênção: “Não retribuam mal por mal, nem insulto com insulto; ao contrário, bendigam.”

Só então podemos esperar “amar a vida e ver dias felizes”!  (1 Pedro 3:10)

Note que a busca da paz não requer comprometer a verdade. Porque a sabedoria que é de cima é “primeiro pura, depois pacífica…” (Tiago 3:17). Mas se desejamos dar o fruto da justiça, devemos “semear a paz para aqueles que fazem a paz”! (Tiago 3:18)

OLHEMOS PARA O PRÍNCIPE DA PAZ!

Nunca esqueçamos que Jesus, como o Príncipe de paz, veio pregando a paz; morreu na cruz para tornar possível a paz com Deus, com o homem e conosco mesmos; é o caminho por meio do qual Deus agora dá a paz ao homem, como foi declarado na noite em que Ele nasceu (ver Luc 2:11-14).

Certamente, o elemento da paz é uma característica chave do Reino do Príncipe da Paz, conforme expõe o apóstolo Paulo: “Porque o Reino de Deus não consiste no comer e no beber, mas na justiça, na paz, e na alegria no Espírito Santo. Pois quem nisso serve a Cristo agradável é a Deus e aceito aos homens. Assim, pois, sigamos as coisas que servem para a paz e as que contribuem para a edificação mútua” (Romanos 14:17-19).

Devemos permitir, então, que “a paz de Deus governe nossos corações” (Colossenses 3:15) e que Jesus nos dê Sua paz ,como é expresso nesta oração:

Ora, o próprio Senhor da paz vos dê paz sempre e de toda maneira. O Senhor seja com todos vós” (2 Tessalonicenses 3:16).

Em meio a um mundo turbulento, como a ave que em meio às tempestades que rugem pousam no topo de uma rocha, nós, os filhos de Deus, temos paz como um rio, paz de Deus; paz com Deus; paz conosco mesmos e paz com nossos semelhantes. Sigamos, prossigamos, persigamos a paz! Na terra há muita aflição, mas Cristo é nossa maravilhosa paz. Glória a Deus!

ORAÇÃO

Senhor Jesus, que alto preço pagaste para tornar possível reconciliar-nos com Deus, trazendo a Sua Paz! Nunca nos deixes esquecer o inferno de nossa vida, quando estávamos em inimizade com o Pai, vendidos à escravidão do pecado. Quero a cada dia ver-Te na cruz, a fim de trazer à memória o preço desta Paz, e conservá-la como um tesouro precioso, cuidado em meu coração, através de uma vida de amor e obediência a Ti. Confesso que reconheço minha necessidade e dependência do Teu Espírito para manter essa perfeita paz Contigo, com o próximo e comigo. Graças pela certeza, de que neste propósito, Tu me levarás a bom termo. Amém!

 

Valnice Milhomens

Post a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *