#100dias – 64 – Paz com Deus

Postado por em mar 28, 2014 no 100 dias - Plenitude da Unção, Blog

#100dias – 64 – Paz com Deus

#100DiasDeJejumEOração

DIA 64 (25.03) – O FRUTO DO ESPÍRITO SANTO NO CRENTE (17)

O FRUTO DO ESPÍRITO É paz (4)

 “Mas o fruto do Espírito é … Paz” (Gálatas 5:22). Depois de expor vários aspectos da PAZ, como fruto do Espírito, dada à grande importância, aprofundemos um pouco mais o tema. De partida, ressaltamos dois ângulos da paz: A paz COM Deus (Romanos 5:1) e a paz DE Deus (João 16:13). A “paz COM Deus” e com os outros, resulta da reconciliação do homem com Deus. A “paz DE Deus” é estabelecida em nosso íntimo, gerando harmonia interior. Não podemos ter a paz de Deus, até que tenhamos paz com Deus.

A PAZ COM DEUS

Como Deus fez paz conosco, seus antigos inimigos? Cristo foi muito longe para estabelecer a paz conosco. Não importou como nós parecíamos, o que fôssemos ou tivéssemos, qual o nosso status ou raça. Ele fez a paz conosco através de Sua morte na cruz. Esta obra de Cristo trouxe agora uma profunda sensação de segurança pelo Espírito Santo, conhecida como certeza de fé. Nós nascemos em Sua família e somos dEle para sempre. Ele se comprometeu a cuidar de nós.

Cristo tinha paz com Deus. Descobrimos que até mesmo nas mais angustiantes situações de opressão, Ele estava seguro do amor do Seu Pai para com Ele. Paz com Deus significa que você é um com Ele. Quando as multidões estavam a gritar, os líderes estavam conspirando contra Ele e até discípulo traindo-O, Ele era um só com Deus. A vontade do Pai era Sua própria vontade.

CRISTO É O MANANCIAL DA PAZ

“Justificados, pois, pela fé temos paz para com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo” (Romanos 5:1). O homem, morto em seus delitos e pecados, está separado e afastado de Deus; vive escravo da maldade, dos vícios, do mundo, da carne e do diabo.

Mas pela graça de Deus, pelo sangue precioso derramado por Cristo na cruz, somos limpos, salvos e santificados. Longe de Cristo estávamos sem esperança e sem Deus no mundo, não podendo agradar nem ao Senhor, nem aos nossos semelhantes. Mas agora, Cristo efetuou a reconciliação. Podemos desfrutar de comunhão com Deus e o próximo. E, vindo, Ele evangelizou paz a vós que estáveis longe, e paz aos que estavam perto; porque por Ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito (Efésios 2:17-18).

A paz do coração, do interior da alma, vem a nós pelo perdão efetuado pelo sangue do Cordeiro de Deus. A consciência intranquila e culpada só pode descansar plenamente pela restauração que a cruz de Cristo opera. O castigo que nos traz a paz estava sobre Ele, e pelas Suas pisaduras fomos sarados” (Isaías 53:5). Porque aprouve a Deus que nele habitasse toda a plenitude, e que, havendo por Ele feito a paz pelo sangue da Sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra como as que estão nos céus (Colossenses 1:19,20.)

O ESPÍRITO SANTO É O AGENTE DA PAZ

Jesus disse: “Venham a mim todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso” (Mateus 11:28). A si mesmo Ele se apresentou como a origem, o produtor, o sustentador e a fonte perene da paz. Ele é a paz, o descanso, a serenidade e o repouso do povo de Deus. Por meio de Seu sacrifício o homem pode viver em harmonia com o Criador.

Mas, quem promove e apregoa a paz de Cristo hoje, é a terceira pessoa da Trindade, o bendito Espírito Santo. Ele é o vigário, o representante, o substituto de Cristo. Ele é o “outro Consolador” que teria o ministério de ajudar-nos, fortalecer-nos e saturar-nos de paz.

Quando Jesus deu a promessa do Consolador a Seus discípulos, disse: “Não se turbe o vosso coração”“Eu rogarei ao Pai e Ele vos dará outro Consolador para que esteja convosco para sempre”. Não há lugar para o medo, a insegurança, a solidão da alma, quando temos o Consolador, que torna Jesus real em nossa experiência, e nos administra a Sua perfeita paz.

Quando recebemos o batismo no Espírito Santo, com o sinal de falar em outras línguas, sentimos imediatamente a paz de Cristo na alma. É uma paz profunda, inundante, dominante. É uma paz “como um rio impetuoso,” que corre por toda nossa personalidade, nos alagando de uma maravilhosa segurança.

Paulo nos assegura que “ a inclinação do Espírito é vida e paz (Romanos 8:8). Quando nos envolvemos na busca das inescrutáveis riquezas do Espírito, Ele se encarrega de nos fortalecer e infundir em nós todo o bem que dEle procede. O Espírito é quem dá testemunho em nosso espírito. O Espírito mesmo testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus (Romanos 8:16). É Ele Quem nos leva a provar a perfeita paz!

PAZ  (Arautos do Rei)

A paz que vem de Cristo alivia o cansaço,

Ilumina o caminho e alegra cada passo.

Essa paz restaura o sono e afasta a ansiedade,

Traz a alma segurança, traz à vida liberdade.

O Senhor é fortaleza, é refúgio e poder

Sua graça é pura paz, paz que inunda todo ser.

 

Paz é a certeza de que Cristo irá voltar,

Paz é a segurança de que o Céu é nosso lar.

Paz é ter na cruz os pecados perdoados,

Paz é ter Jesus caminhando ao nosso lado,

Paz é Jesus!

É a fé que nos sustenta neste mundo pecador,

E o amor que nos orienta, mesmo em meio a tanta dor.

O futuro é de paz pra quem sabe andar na luz,

Pra quem vive a esperança do retorno de Jesus.

E quando vêm as tempestades, basta apenas recordar

Que o Senhor é Bom Pastor e que nada, nada irá faltar.

 

Cristo é a paz que traz conforto a quem busca uma saída

Pois só Ele é o caminho, a verdade e a vida

Paz é ter na cruz os pecados perdoados

Paz é ter Jesus caminhando ao nosso lado

Paz é Jesus Paz é Jesus!

 


Post a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *