#100dias – 41 – Santificação Posicional – Parte 2

Postado por em fev 28, 2014 no 100 dias - Plenitude da Unção, Blog

#100dias – 41 – Santificação Posicional – Parte 2

#100DiasDeJejumEOração DIA 41 (02.03) – A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NA REDENÇÃO (9) O ESPÍRITO SANTO SANTIFICANDO (3) SANTIFICAÇÃO POSICIONAL (2) Quando recebemos a Cristo, nascemos de novo e somos purificados pelo Seu sangue, lavados, santificados. “Pois, tanto o que santifica como os que são santificados, todos vêm de um só. Por isso, é que Ele não se envergonha de lhes chamar irmãos” (Hebreus 2:11). (conferir 2 Coríntios 5:17-19; Romanos 8:1-13). Muitos são os textos que demonstram que a SANTIFICAÇÃO É INSTANTÂNEA, no ato do novo nascimento. O Espírito Santo nos batiza no Corpo de Cristo e nos tornamos um com Ele. Deus, o Espírito Santo, colocou-nos em união com Jesus Cristo na salvação. A própria justiça de Deus nos foi imputada (creditada em nossa conta – 2 Coríntios 5:21). Esta é a única forma de sermos separados para Deus. Fomos separados para Ele por nossa fé em Jesus Cristo. A SEPARAÇÃO DO PECADOR CRENTE COMO PROPRIEDADE DE DEUS E PARA O SEU PROPÓSITO, É ASSOCIADA À ENTRADA DO ESPÍRITO SANTO NO CORPO, QUANDO DA REGENERAÇÃO. O descrente está espiritualmente morto (Efésios 2:1), alienado da vida de Deus (Efésios 4:18).  Jesus disse: “Eu vim para que tenham vida” (João 10:10).  Mas como essa vida é recebida? Quando a pessoa recebe o Espírito Santo. Quando fomos redimidos, tornamo-nos participantes da natureza divina” (2 Pedro 1:4).  Deus, Espírito Santo, fez do nosso corpo sua habitação na terra (1 Coríntios 6:19). Jesus prometeu: “E eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; o Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não O vê nem o conhece; mas vós O conheceis, porque habita convosco, e estará em vós” (João 14:16, 17). No Dia de Pentecoste a promessa foi cumprida e cada pessoa que nasce de novo como filho de Deus, passa a ter o Espírito Santo residindo nela. NOSSA SANTIFICAÇÃO É COMPLETA Nossa Santificação Posicional é tão perfeita quanto Cristo é perfeito. Tanto quanto Ele é separado, nós, que estamos nEle, somos separados. É a nossa união vital com Cristo. A Santificação Posicional é tão completa para o crente mais pobre e mais fraco fiel, como o é para o forte e maduro. Nossa Santificação Posicional depende exclusivamente da nossa união e da posição em Cristo. Nesta posição diante do Pai, o crente é justo e aceito diante dEle para sempre. O autor dos Hebreus vê o crente aceito, perdoado, os pecados expiados pelo sacrifício de Cristo e já santificado. “Temos sido santificados. . . somos santificados” pelo perfeito sacrifício de Cristo feito uma vez por todas (Hebreus 10:10, 29; 2:11; 9:13-14; 10:14; 13:12).  Esta posição nunca muda. Nossa Santificação Posicional, como afirmada em Hebreus 10:10, é uma ação concluída no tempo passado, com resultados presentes. Agora estamos permanentemente santificados “pela oferta do corpo de Jesus Cristo, uma vez por todas.” Cristo satisfez plena, livremente e para sempre todos as exigência da...

Leia Mais »

#100dias – 40 – Santificação Posicional

Postado por em fev 28, 2014 no 100 dias - Plenitude da Unção, Blog

#100dias – 40 – Santificação Posicional

#100DiasDeJejumEOração DIA 40 (01.03) – A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NA REDENÇÃO (8) O ESPÍRITO SANTO SANTIFICANDO (2) SANTIFICAÇÃO POSICIONAL (1) Já estabelecemos que o Espírito Santo desempenha para conosco o papel de Santificador. Que Santificar é separar para o uso exclusivo de Deus. E que há vários estágios de santificação. Depois de refletirmos sobre a Santificação Preparatória, passaremos a focar a Posicional, também chamada de a nossa relação com Deus ou o estado de Santificação. Por Santificação Posicional queremos falar daquele ato de Deus, o Espírito Santo, no qual Ele separa cada pessoa salva. Nós somos chamados “santos” e “santificados em Cristo Jesus” (Romanos 1:7).  É o estado, a posição ou o seu relacionamento com Deus. Todos os crentes são classificados como “os santos” (Atos 20:32; 1 Coríntios 1:2; 6:11; Hebreus 10:10, 14; Judas 1). Trata-se do primeiro passo na experiência do crente. O trabalho preparatório já vem ocorrendo por algum tempo, de acordo com o plano Divino, mas agora aquela obra se torna efetiva na vida da pessoa, em particular. Ela é agora, de fato e de direito, separada como propriedade exclusiva de Deus para o Seu eterno propósito. “A esse povo que formei para mim; para publicar o meu louvor” (Isaías 43:21). “Santificação Posicional é o fato e o ato de pertencer a Deus.” Dr. Alan Cairns coloca bem no seu dicionário de teologia: “A causa da santificação é a graça de Deus (Tito 3:5); a benemérita causa é o sangue e a justiça de Cristo (Tito 2:14), e a causa eficiente é o Espírito de Deus (1 Pedro 1:2). Assim, a fonte de santificação é o próprio Senhor.” Na sua Teologia Sistemática, Dr. R. L. Dabney escreve sobre esta obra de Cristo santificando o seu povo: “Agora, Cristo é o nosso Santificador, porque Ele obtém o benefício para justificar-nos com a Sua justiça, porque Ele é agora o Deus da Providência e Dispenseiro dos meios para o Seu povo; e porque, por sua intercessão perpétua, Ele adquire e distribui a nós as influências do Espírito Santo.” AS TRÊS PESSOAS DA TRINDADE ESTÃO ATIVAS NA SANTIFICAÇÃO DO CRENTE. O homem foi criado à imagem e semelhança de Deus e, portanto, Lhe pertencia por direito de criação. Ele tem o direito de patente sobre o ser humano. Todavia Adão se rebelou contra o Criador e se tornou pecador, tendo sua relação com Ele sido rompida. Contudo, por Seu indescritível amor e graça, na Santificação Preparatória, Deus incluiu o meio através do qual a raça humana caída poderia ser restaurada ao relacionamento com Ele. Para tanto as três pessoas da Divindade se envolvem nesse processo, conforme Pedro escreve: “Eleitos segundo a presciência de DEUS PAI, em santificação do ESPÍRITO, para a obediência e aspersão do sangue de JESUS CRISTO: Graça e paz vos sejam multiplicadas” (1 Pedro 1:2). O SANGUE DE CRISTO, MEIO DE SANTIFICAÇÃO O meio provido por Deus para...

Leia Mais »

#100dias – 39 – Santificação Preparatória

Postado por em fev 28, 2014 no 100 dias - Plenitude da Unção, Blog

#100dias – 39 – Santificação Preparatória

#100DiasDeJejumEOração DIA 39 (28.02) – A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NA REDENÇÃO (7) SANTIFICANDO (1) SANTIFICAÇÃO PREPARATÓRIA Falar do papel do Espírito Santo em Sua obra santificadora, é andar em terra santa. O assunto é vasto, mas refletiremos em alguns aspectos nessa nossa jornada de cem dias, preparando o nosso coração para um encontro que, certamente, nos marcará: “A PLENITUDE DA UNÇÃO.” O Espírito de Deus é o Espírito de santidade e Ele não pode nos levar a nada menos que a própria santidade de Deus. Por isso Seu nome é Santo. O que é a Santificação? Poderíamos defini-la por vários ângulos: • Santificação e consagração, na realidade, significa uma separação para Deus, do uso secular ou carnal, para um uso sagrado ou espiritual. “Santificar”, é “separar para o exclusivo de Deus.” • Santificação é a fé justificadora em ação (Tiago 2:17,26). A fé que justifica está sempre operando na vida do crente. Somos justificados pela graça, através da fé em Cristo, no começo da vida cristã. • “Santificação é aquele ato soberano de Deus pelo qual Ele separa uma pessoa, um lugar ou um objeto para Si mesmo, a fim de que ele possa cumprir Seu propósito no mundo por meio daquela pessoa, lugar ou objeto.” A SANTIFICAÇÃO COMEÇA A OPERAR EM NÓS QUANDO NASCEMOS DE NOVO: “Mas vós sois dEle, em Cristo Jesus, o qual Ele nos tornou, da parte de Deus, sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção” (1 Coríntios 1:30). TODOS OS CRENTES SÃO SANTOS. No entanto há três estágios da Santificação para o crente, e estes devem ser sempre distinguidos a fim de interpretar-se com exatidão a Palavra de Deus. A primeira é verdade Posicional, a segunda é Experiencial e a terceira é a Última, Suprema! Estas são conhecidas como: Santificação Posicional (1 Coríntios 6:11; 1:2; Hebreus 10:10); Santificação Experimental ou Progressiva (1 Pedro. 1:6; 2 Coríntios 7:1), e a definitiva ou Santificação Perfeita (1 João 3:1-3). Cada uma é um estágio separado e distinto na vida do crente. Podemos dizer que nossa Santificação é passada, presente e futura. Temos sido santificados, estamos sendo santificados e seremos santificados. JESUS SANTIFICOU-SE. Sabemos que nosso Senhor Jesus Cristo era a mais elevada expressão de pureza e santidade, sem pecado (1 João 3:5). Estava livre de toda e impureza moral. No entanto, orou: “Por eles, eu me santifico . . .” (João 17:19). Nesta declaração, Ele simplesmente testificava que Se separara a Si mesmo para cumprir o santo propósito para o qual viera ao mundo. Certa ocasião Ele disse aos judeus, referindo-se a Si mesmo: “Aquele a quem o Pai santificou, e enviou ao mundo, vós dizeis: Blasfemas, porque disse: Sou Filho de Deus?” (João 10:36). Ele estava dizendo que o Pai O separara e O enviara do céu à terra para cumprir a missão divina da Redenção. SANTIFICAÇÃO É USADA COM REFERÊNCIA A DEUS. “E Eu...

Leia Mais »

#100dias – 38 – Unindo. Ensinando. Intercedendo.

Postado por em fev 28, 2014 no 100 dias - Plenitude da Unção, Blog

#100dias – 38 – Unindo. Ensinando. Intercedendo.

#100DiasDeJejumEOração DIA 38 (27.02) – A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NA REDENÇÃO (6) UNINDO, ENSINANDO E INTERCEDENDO O ESPÍRITO SANTO UNINDO Uma das mais gloriosas obras do Espírito Santo na plena redenção, é nossa união com Cristo. Ela é tão profunda, que Paulo a descreve nestes termos: “Mas aquele que se une ao Senhor, é um espírito com Ele” (1 Coríntios 6:17). No ato da regeneração o Espírito Santo nos imerge em Cristo, pelo que passamos a ser parte do Seu Corpo. Nossas vidas se fundem na regeneração. “Porque, assim como o corpo é um e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, constituem um só corpo, assim também com respeito a Cristo. Pois, por um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um só Espírito” (1 Coríntios 12:12-13). O ESPÍRITO SANTO ENSINANDO Um dos papeis do Espírito Santo é o de Mestre. Neemias, trazendo à memória a forma como Deus conduziu Seu povo no deserto, enviando a coluna de fogo à noite, e a nuvem de dia, ressalta: “E lhes concedeste o Teu bom Espírito, para os ensinar; não lhes negaste para a boca o Teu maná; e água lhes deste na sua sede” (Neemias 9:20). Jesus, antes de regressar ao Pai, prometeu enviar o Parakleto, dizendo: “Mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito” (João 14:26). João reserva três capítulos do Seu Evangelho (14,15,16) à mensagem de despedida de Jesus, antes da sua crucificação, mais a Oração Sacerdotal (17). O Mestre dá grande ênfase ao Espírito Santo, como Aquele que tomaria o Seu lugar na Terra, junto aos discípulos, e neles. Caminhando para uma conclusão, declara: “Tenho ainda muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora; quando vier, porém, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por Si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará as coisas que hão de vir. Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar. Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso é que vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar” (João 16:12-15). Que glória, esta verdade! Como devemos devotar tempo aos Seus pés, deixando-nos ser ensinados por nosso doce Consolador. É Ele quem nos descortina todas as verdades das Sagradas Escrituras. Ele é o administrador de toda a obra da Redenção em nossas vidas. Como tal, Ele nos instrui e nos ensina tudo quanto é necessário à nossa formação como Noiva do Cordeiro. A apóstolo João, advertindo os crentes sobre os anticristos que mentem acerca da verdade,...

Leia Mais »

#100dias – 37 – Mortificando

Postado por em fev 28, 2014 no 100 dias - Plenitude da Unção, Blog

#100dias – 37 – Mortificando

#100DiasDeJejumEOração DIA 37 (26.02) – A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NA REDENÇÃO (5) O ESPÍRITO SANTO MORTIFICANDO Uma vez filhos de Deus, precisamos viver como tais. O filho sempre refletirá a natureza do seu pai. Se nascemos de novo, como filhos do Deus vivo, somos de uma nova espécie. A obra do Espírito Santo, prossegue em nossas vidas, agora levando-nos a mortificar as obras da carne: “Porque, se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte; mas, se, pelo Espírito, mortificardes os feitos do corpo, certamente, vivereis” (Romanos 8:13). O crente deve exercer sua responsabilidade, mortificando os feitos da sua carne. Assim como o Espírito Santo nos é concedido como Confortador e guia, Ele nos é dado para mortificar as obras do corpo. O andar no Espírito não é alcançado apenas pelo nosso esforço, mas é obra do Espírito Santo. Nossa parte é submeter-nos. E aqui, é importante considerar alguns fatos e realidades: • Quando alguém vem a Cristo, as exigências da lei já foram cumpridas por Ele. Por esta razão, estamos libertos de suas fortalezas: “Agora, porém, libertados da lei, estamos mortos para aquilo a que estávamos sujeitos, de modo que servimos em novidade de espírito e não na caducidade da letra” (Romanos 7:6). • Devemos compreender que fomos crucificados com Cristo quando, Ele foi crucificado: “Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com Ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado” (Romanos 6:6). • Estamos, portanto, mortos para o pecado: “Porquanto quem morreu está justificado do pecado” (Romanos 6: 7). Conscientes dessa realidade, precisamos tomar posse de nossa morte. É isto que Paulo quer dizer: “Assim também vós considerai-vos mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus” (Romanos 6:11). Somente o Espírito Santo pode darmos a consciência desta realidade. Cristo pagou o preço pelos nossos pecados, e cumpriu as exigências da lei. Levou sobre Si nosso pecado, pelo que ele não tem mais reivindicação, exigência ou autoridade sobre nós. Por isso Paulo declara: • “Logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim. (Gálatas 2:20). • “E os que são de Cristo Jesus, crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências” (Gálatas 5:24). • “Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo” (Gálatas 6:14). O Espírito Santo torna agora possível andarmos em espírito. A Bíblia declara, claramente, que o pecado não tem mais domínio sobre nós e que, pelo poder do Espírito Santo, podemos andar em espírito, sem condenação. • “Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e...

Leia Mais »