#100dias – 36 – Assegurando

Postado por em fev 28, 2014 no 100 dias - Plenitude da Unção, Blog

#100dias – 36 – Assegurando

#100DiasDeJejumEOração DIA 36 (25.02) – A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NA REDENÇÃO (4) O ESPÍRITO SANTO ASSEGURANDO O Espírito Santo, não somente gera no coração do crente o novo nascimento ou regeneração. Ele o assegura de sua aceitação por Deus. Transmite ao espírito, a segurança da salvação. A certeza de que pertence à família de Deus, como filho. Veja uma simples amostra de promessas que geram essa segurança: • “Porque não recebestes o espírito de escravidão, para viverdes, outra vez, atemorizados, mas recebestes o espírito de adoção, baseados no qual clamamos: Aba, Pai” (Romanos 8:15). • “Serei vosso Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso” (2 Coríntios 6:18). • “Para resgatar os que estavam sob a lei, a fim de que recebêssemos a adoção de filhos. E, porque vós sois filhos, enviou Deus ao nosso coração o Espírito de Seu Filho, que clama: Aba, Pai! (Gálatas 4:5-6). AO RECEBERMOS A CRISTO, RECEBEMOS O ESPÍRITO DE ADOÇÃO. Isto nos dá segurança de que pertencemos a Cristo e à sua família. Há um testemunho dentro de nós, que nos leva a clamar: Deus, Tu és meu Pai! A transformação sobrenatural pela qual passamos, ao nascermos de novo, vai além da comparação de uma lagarta se transformando em uma borboleta. Pelo processo de adoção e regeneração, alcançamos a posição de filhos. • “O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus” (Romanos 8:16). • “Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, a ponto de sermos chamados filhos de Deus; e, de fato, somos filhos de Deus…” (1 João 3:1). DEUS, NA SUA ONISCIÊNCIA, ADOTOU OS REGENERADOS, como filhos, antes mesmo de terem nascido como tais, conforme declara Paulo: “…E em amor, nos predestinou para Ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade” (Efésios 1:5). DEUS NOS ADOTOU SEGUNDO A SUA VONTADE: “Para louvor da glória de sua graça, que Ele nos concedeu gratuitamente no Amado” (Efésios 1:6). HOUVE UM PREÇO PAGO PELA NOSSA ADOÇÃO. “No qual temos a redenção, pelo Seu sangue, a remissão dos pecados, segundo a riqueza da Sua graça” (Efésios 1:7). Deus, em sua soberania, faz provisão para esta graça; mas ela só se torna realidade quando o homem exerce sua responsabilidade, crendo em Jesus Cristo (João 3:15-18). DEUS QUER QUE TODOS SEJAM SALVOS, como está escrito: “O qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade” (1 Timóteo 2:4). “Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, Ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento” (2 Pedro 3:9). DEUS CONVIDA A TODOS OS HOMENS A VIREM E SEREM SALVOS: “O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e...

Leia Mais »

#100dias – 35 – Habitando em nós

Postado por em fev 28, 2014 no 100 dias - Plenitude da Unção, Blog

#100dias – 35 – Habitando em nós

#100DiasDeJejumEOração DIA 35 (24.02) – A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NA REDENÇÃO (3) HABITANDO, TRANFORMANDO, ENCHENDO E CONSUZINDO EM VITÓRIA O ESPÍRITO HABITANDO NO CRENTE Quando nos apercebemos de que estamos perdidos, e precisamos de redenção, o Espírito Santo nos leva ao arrependimento e à salvação. Em seguida, Ele passa a residir em nossos corpos, porque agora temos a justiça de Cristo. Somos “nascidos de novo” do Espírito (João 3:3,6,8). Nossos corpos são agora o templo de Deus, porque o Espírito Santo habita em nós: “Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” (I Coríntios 3:16). “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? (I Coríntios 3:16). Agora, com Deus habitando em nossos corpos terrestres, temos o poder do Espírito Santo e já não precisamos confiar em nosso próprio poder. Podemos vencer a carne, por causa do Espírito Santo que habita em nós. “Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele” (Romanos 8:8 e 9) Sem o precioso Espírito Santo habitando em nós, estamos fora de Cristo, não temos Sua redenção, temos apenas nossas obras. Com o Espírito, Deus nos dá a capacidade de ter nossas vidas inteiramente transformadas. Eis a promessa: “Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis” (Ezequiel 36:27). “Guarda o bom depósito, mediante o Espírito Santo que habita em nós” (2 Timóteo 1:14). Primeiro vem a provisão de um novo coração; o depois vem habitação do Espírito Santo. É sempre necessário ter o novo coração, antes que o Espírito Santo possa residir nele. Ter o Espírito Santo residente, é uma marca que distingue o cristão. O ESPÍRITO TRANSFORMANDO O CRENTE Quando o Espírito Santo habita no crente, por que que há resultados diferentes nas pessoas que se convertem? Afinal de contas não é o Espírito de Deus? Como pode algumas pessoas passar por notáveis transformações, enquanto outras se esforçam para mudar? Por um lado, Deus não nos força, Ele requer de nós responder com obediência. Temos de nos render ao Seu espírito. Sem essa rendição, entramos no caminho do Espírito e O impedimos de trabalhar em nossa vida. “Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor” (2 Cor. 3:18). O nosso O Propósito do Pai, é que reflitamos Cristo. E isto só podemos fazer quando nos rendemos incondicionalmente ao poder transformador do Espírito Santo. O ESPÍRITO ENCHENDO...

Leia Mais »

#100dias – 34 – Atraindo. Convencendo. Regenerando.

Postado por em fev 28, 2014 no 100 dias - Plenitude da Unção, Blog

#100dias – 34 – Atraindo. Convencendo. Regenerando.

#100DiasDeJejumEOração DIA 34 (23.02) – A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NA REDENÇÃO (2) ATRAINDO, CONVENCENDO E REGENERANDO Fomos criados à imagem de Deus. Mas quando Adão e Eva caíram, toda a raça caiu, e a natureza humana tornou-se pecadora. Trevas desceram sobre todos os seus descendentes. Deus, porém, prometeu a redenção da humanidade através da descendência da mulher (Gênesis 3:15-17), o Messias. A natureza decaída da humanidade é demonstrada antes e depois do dilúvio. Antes, cada pensamento do homem era violência (Gênesis 6:13). Depois, seus descendentes foram corrompidas novamente. A imagem de Deus, o homem, está em conflito com o Seu Espírito (Gênesis 6:3). Por isso Deus espalhou a humanidade, após a construção da torre de Babel, por toda a terra. As nossas iniquidades nos separaram de Deus. Sem Ele, o homem está completamente perdido. Deus, no entanto, estabeleceu o plano de redenção, o qual envolveu a revelação da obra do Seu Espírito Santo que, através dos profetas, proclamou Sua salvação às nações. Após a queda, nossa habilidade de conhecer e compreender a Deus foi corrompida. Sem Ele, não podíamos sequer saber quem somos ou de onde viemos. A “cegueira” é demonstrada pelas milhares de diferentes teorias e religiões desenvolvidas através da história da humanidade. Como surgimos aqui? Para onde estamos indo? Tanto a ciência quanto a religião tentam encontrar respostas paras essas perguntas. Viemos do nada? Somente através da revelação de Deus de Si mesmo, podemos saber quem somos. Isaías descreve nosso estado de perdição nestes termos: “Por isso está longe de nós o juízo, e a justiça não nos alcança; esperamos pela luz, e eis que só há trevas; pelo resplendor, mas andamos na escuridão. Apalpamos as paredes como cegos, sim, como os que não têm olhos, andamos apalpando; tropeçamos ao meio-dia como nas trevas e entre os robustos somos como mortos” (59:9,10). DEUS SE NOS REVELOU PELO SEU ESPÍRITO, que nos falou através dos profetas (2 Pedro 2:21). Todavia, sem a consciência de nosso estado carente de redenção e sem a provisão da salvação, permaneceríamos em trevas. Temos a Palavra de Deus revelada. Todavia, somente ela, não basta. Ainda permanecemos cegos, sem a luz do Espírito Santo. Por isso Ele leva o perdido à redenção, revelando a luz e conduzindo-o para que entenda a Palavra. Antes, porém, que possamos ser redimidos, devemos saber que precisamos de redenção. Entra aqui, novamente, a obra do Espírito, revelando nosso estado e nos convencendo de nossa necessidade de Deus. Jamais O conheceríamos sem Sua obra multiforme em nós. Focamos agora mais três aspectos do Seu trabalho no coração do pecador. • O Espírito Santo exerce um poder de ATRAÇÃO sobre nossas vidas, para levar-nos ao Pai e à experiência de redenção. • O Espírito Santo opera em nós a CONVICÇÃO de pecado e da necessidade de nos voltarmos para Deus. • O Espírito Santo REGENERA o pecador atraído e convencido,...

Leia Mais »

#100dias – 33 – Inspiração e Iluminação

Postado por em fev 28, 2014 no 100 dias - Plenitude da Unção, Blog

#100dias – 33 – Inspiração e Iluminação

#100DiasDeJejumEOração DIA 33 (22.02) – A OBRA DO ESPÍRITO SANTO NA REDENÇÃO (1) INSPIRANDO E ILUMINANDO Vivemos na dispensação do Espírito Santo. Ele é o Vice Regente de Cristo. O “outro Consolador”, que veio a fim de estar conosco e em nós, para sempre (João 14:16,17), a fim de efetuar a obra da redenção em todas as suas facetas. Quando Jesus disse: “Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós”, referia-a a estar presente, através do Consolador. Esta promessa se cumpriu no Dia de Pentecostes (Atos 2) e, desde então, vemo-lO muito ativo na salvação de um crente. Começaremos olhando para a obra do Espírito ligada à Revelação escrita. As Sagradas Escrituras, nossa “regra de fé e prática”, tesouro inigualável, que nos revela a Pessoa do nosso Deus e Pai e a grande obra da redenção. O Espírito Santo inspirando A Bíblia é mais que um livro. É fonte de revelação Divina. É a infalível Palavra de Deus. O Apóstolo Paulo declara: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça” (2Timóteo 3:16). Inspirar quer dizer “soprar.” Foi este sopro especial do Espírito sobre os escritores Bíblicos que os influenciou a escrever, não o produto do seu próprio pensamento, mas o registro da verdade infalível revelada, que mostra a vontade de Deus para o homem. A Pessoa do Espírito Santo foi responsável por inspirar os escritores sagrados. “Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.” (1 Pedro 1:21) O Antigo e o Novo Testamentos são inspirados. Os escritores do Novo Testamento referem-se às Escrituras do Antigo, como tendo sido a palavra do Espírito Santo: “Irmãos, convinha que se cumprisse a Escritura que O ESPÍRITO SANTO proferiu anteriormente por boca de Davi, acerca de Judas, que foi o guia daqueles que prenderam Jesus” (Atos 1:16). “O próprio Davi falou, PELO ESPÍRITO SANTO: Disse o Senhor ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos debaixo dos teus pés” (Marcos 12:36). “Mas Deus no-lo REVELOU PELO ESPÍRITO; porque o ESPÍRITO a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus. Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o seu próprio espírito, que nele está? Assim, também as coisas de Deus, ninguém as conhece, senão O ESPÍRITO DE DEUS. Ora, nós não temos recebido o espírito do mundo, e sim O ESPÍRITO QUE VEM DE DEUS, para que conheçamos o que por Deus nos foi dado gratuitamente. Disto também falamos, não em palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas ensinadas pelo ESPÍRITO, conferindo coisas espirituais com espirituais” (1Coríntios 2:10-13). QUAL A EXTENSÃO DA INSPIRAÇÃO? 1. Apalavra de Deus foi diretamente recebida. O Decálogo, ou as cláusulas da Aliança, que contêm a súmula da lei moral, foi escrito...

Leia Mais »

#100dias – 32 – Obras e Honra

Postado por em fev 28, 2014 no 100 dias - Plenitude da Unção, Blog

#100dias – 32 – Obras e Honra

#100DiasDeJejumEOração DIA 32 (21.02) – A DEIDADE DO ESPÍRITO SANTO (3) OBRAS E HONRA O ESPÍRITO SANTO REALIZA OBRAS DIVINAS O Credo de Niceia louva o Espírito Santo como “o doador da vida. É uma descrição apropriada da atividade divina do Espírito Santo durante a criação do mundo (Gênesis 1:1,2). E o dom da vida é transmitido de uma geração à outra, conforme declara Jó: “O Espírito de Deus me fez; e a inspiração do Todo-Poderoso me deu vida” (Jó 33:4). Porém, mais importante que o dom da vida física, é o novo nascimento, a vida espiritual que o Espírito Santo opera na conversão “…mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo” (Tito 3:4,5) “… por vos ter Deus elegido desde o princípio para a salvação, em santificação do Espírito, e fé da verdade; Para o que pelo nosso evangelho vos chamou, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo” (2 Tessalonicenses 2:13,14) Além do mais, o Espírito Santo também preserva a vida do povo de Deus intercedendo por ele: “E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis” (Romanos 8:26). Essas atividades da criação e da preservação afirmam que o Espírito Santo É Deus. Como Deus, Ele também nos convence do pecado, nos testifica de Cristo, nos conduz à fé em nosso Salvador e preserva nossa fé. Deve-se notar que as três pessoas, Pai, Filho e Espírito Santo, operam em comum todas estas obras Divinas. As três pessoas têm a mesma natureza e estão juntas em todas as obras na criação e na redenção. AS OBRAS ATRIBUÍDAS AO ESPÍRITO SANTO, SÃO TAIS QUE SÓ DEUS PODE FAZER. Dentre elas, • NA CRIAÇÃO: “E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas” (Gênesis 1:2. Ver Salmo 33:6; Jó 33:4 Salmo 104:30; Jó 26:13). • DOADOR DA VIDA: “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida…” (Gênesis 2:7). “O Espírito é o que vivifica… ” (João 6:33). “Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte” (Romanos 8:2). • NA SALVAÇÃO: “E, quando Ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo. Do pecado, porque não crêem em mim” (João 16:8-9). • NA FORMAÇÃO DO HOMEM: “O Espírito de Deus me fez; e a inspiração do Todo-Poderoso me deu vida” (Jó 33:4). • NA PRESERVAÇÃO: “Envias o teu Espírito, e são criados, e assim renovas a face da terra” (Salmos 104:30). • NA INSPIRAÇÃO DOS PROFETAS: “Porque a profecia nunca foi produzida por...

Leia Mais »